Plataforma 9 3/4 | O blog de Londres do ScarPotter
10 de jul de 2011 - Diário Première HP7.2    10 Comments

Diário Première Relíquias da Morte – Parte 2 | Não é um adeus [1]

Por Lucas e Vicky.

Participar do momento épico da despedida oficial da franquia Harry Potter, nos cinemas, na Première Mundial de “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2″ foi uma oportunidade mágica para dizermos “até logo” à saga de J.K. Rowling.

Com a nossa chegada na Trafalgar Square em Londres nas primeiras horas do dia 5 de julho, aguardar pela tão sonhada oportunidade de ver o elenco desfilar pelo tapete provou ser digna de uma tarefa de Torneio TriBruxo. As intensas horas de sol durante o dia e a congelante chuva durante a noite tiveram um efeito de um dementador, sugando nossa felicidade, dando a impressão de que não alcançaríamos nosso objetivo. Porém aprendemos com a história dos livros que em momentos de dificuldade, nada melhor que o poder das boas e fortes memórias para fazer com que o desânimo se afastasse! E não faltaram inspirações provenientes da obra que nos proporcionasse essas lembranças.

scarpotter-armada-hp7_2-premiere-002.jpg scarpotter-armada-hp7_2-premiere-009.jpg scarpotter-armada-hp7_2-premiere-032.jpg

Membros da nossa família Potteriana chegavam a todo o momento de vários países do mundo e em números expressivos. Estávamos todos unidos no Acampamento Potter em uma só causa: conseguir lugares que dessem acesso privilegiado ao elenco do filme. A famosa Trafalgar Square, em Londres, cedeu espaço para a imaginação e loucura, contradizendo sua tradicional seriedade.

scarpotter-armada-hp7_2-premiere-046.jpg scarpotter-armada-hp7_2-premiere-070.jpg scarpotter-armada-hp7_2-premiere-156.jpg scarpotter-armada-hp7_2-premiere-088.jpg

Nós dois (Lucas e Vicky) sabíamos que esses dias seriam inesquecíveis. E não nos decepcionamos. Apesar de todo o desgaste físico e emocional da longa espera, conseguimos assistir tudo em uma privilegiada vista do tapete vermelho. O evento iniciou com cenas inéditas do filme sendo mostradas em um telão gigantesco. O público foi ao delírio e também às lágrimas, afinal, não dava para esconder o fato de que aquele dia seria, infelizmente, a última vez em que o mundo se uniria para o lançamento de um filme da saga na capital inglesa.

scarpotter-armada-hp7_2-premiere-185.jpg scarpotter-armada-hp7_2-premiere-186.jpg scarpotter-armada-hp7_2-premiere-187.jpg scarpotter-armada-hp7_2-premiere-188.jpg scarpotter-armada-hp7_2-premiere-189.jpg

Brandíamos em nossas mãos um cartaz que, em inglês, dizia: “Não é ‘adeus’, somente ‘até logo’, pois isto (a história) é real para nós”.

scarpotter-armada-hp7_2-premiere-111.jpg

Todavia algo muito mais fantástico estava por vir. Algo que somente alguém que se apossasse de Felix Felicis poderia esperar. Mas isso é assunto para o próximo post!

 

Não perca nossas próximas novidades: fotos com os atores, JK Rowling e muito mais! Ainda nesta semana aqui no Plataforma 9 3/4!

VEJA TODAS AS NOSSAS FOTOS DIVULGADAS
ATÉ O MOMENTO CLICANDO AQUI!

30 de jan de 2011 - Locações    12 Comments

Piccadilly Circus e Shaftesbury Avenue

Olá, pessoal, tudo bom?

Voltando na cara de pau, depois de séculos sem postagem. Tive um período bem conturbado e ocupado nos últimos meses. Meu último post foi no final de maio, falando sobre a gravação do epílogo em King’s Cross. Já na metade de junho, voltei pro Brasil e a partir daí tive a vida atribulada com busca de trabalho e/ou troca de trabalho e mais um monte de outras coisas que me impediram de postar aqui pra vocês.

Nesse final de ano, voltei pra Londres e passei o Reveillon por lá, mas foram poucos dias e não consegui coletar muito mais material além de algumas poucas fotos, que usarei hoje aqui. Mas antes de voltar pro Brasil, em junho de 2010, eu coletei algumas coisas pra postar pra vocês aqui, mesmo que algumas estejam um pouco desatualizadas. Acredito (e espero) que vocês irão gostar.

DSC07543

Hoje a locação… aliás, as locações escolhidas foram utilizadas em Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1: Piccadilly Circus e Shaftesbury Avenue. A cena onde elas aparecem (duvido que alguém não lembre) é a da fuga do casamento de Gui e Fleur, quando o trio aparata em plena turbulenta Londres, em frente a um ônibus, passando por uma loja de souvenirs em Shaftesbury Avenue antes de trocar de roupas e ir para o Largo Grimmauld, 12.

DSC07563 DSC07562

Piccadilly Circus é como se fosse uma praça, que é conhecida principalmente pelos telões de propaganda que iluminam a noite na região que é badalada por pubs, bares, nightclubs e teatros, além das lojas que fervem durante o dia. Isso tudo nas ruas que saem dessa ‘praça’. As ruas são: Regent’s Street (a rua das compras, onde fica a loja de brinquedos Hamley’s e a Apple Store), Shaftesbury Avenue (recheada de teatros do West End e alguns pubs), Piccadilly (a rua que liga Piccadilly Circus ao Hyde Park) e Haymarket.

DSC05818 DSC05815

Ali também é muito próximo de Leicester Square, a praça onde ocorrem as premieres londrinas da série.

Em Piccadilly também fica o museu Ripley’s Believe It or Not!, pelo menos duas lojas de souvenir (uma delas enorme) e a loja de artigos esportivos LyllyWhites que tem preços muito baixos para tênis, mala de viagem, moletom, cachecol, gorro, mochila, camisetas etc. Super vale a visita!

DSC05810 DSC05811

Saindo na estação Piccadilly Circus (Piccadilly Line ou Bakerloo Line), você começa o passeio já vendo a estátua de Eros bem no centro da praça. E ainda em Piccadilly Circus, você encontra inúmeros pontos de venda de ingressos para musicais (muitas vezes mais baratos) como Thriller (do Michael Jackson), Mamma Mia ou The Lion King (O Rei Leão).

DSC07550 DSC07548

E seguindo pela Shaftesbury Avenue, temos uma escola de inglês conhecida (Malvern House) e alguns bares com mesa na calçada.

DSC05813

Nessa avenida, tem uma entrada para a Chinatown londrina, onde é comemorado o início do Ano Novo Chinês, que ocorre em fevereiro (confira a programação desse ano).

DSC05820

Caso façam uma visita a Londres, assim como Hermione e a família Granger faziam, recomendo conhecer esse local, pelo menos por curiosidade!

Nos vemos no próximo post, que vocês já devem saber qual será.
Se alguém descobrir, publico o nome da pessoa no Twiter e no próximo post ok?

27 de mai de 2010 - Elenco, Locações    8 Comments

[SET-REPORT] Epílogo de RdM2 – 2ºdia

(Confiram as fotos de hoje no nosso Twitpic. Depois atualizo o post com as fotos linkadas na galeria do Scar!)

Essa semana estou no meio de um turbilhão então essas gravações caíram de repente e estou tentando adaptar minha agenda ainda. Hoje tive que trabalhar (com sono, pois quando saiu o post ontem já era tarde aqui em Londres – 4h de fuso pra SP) e saindo de lá, o Gabriel Saraiva encontrou comigo e fomos pra Kings Cross novamente (hoje ele foi o responsável pelas fotos). Hoje estava mais cheio e muvucado que ontem.

Na hora que chegamos, os atores já estavam na plataforma gravando, provavelmente era o momento exato onde eles colocavam as crianças no trem, pois os figurantes iam e voltavam pela plataforma para “fazer volume”, acenavam para as janelas do trem, com mãos lá de dentro acenando em resposta. Diferente do discurso de ontem, hoje o aviso era “no flash, please”, mas fotos estavam todos tirando. Conseguimos algumas fotos da plataforma com a gravação ocorrendo ao fundo, onde podemos ver Tom Felton de costas, caracterizado como Draco 19 anos depois do fim da saga, com o cabelo loiro-branco preso em uma pequena trança.

Durante o período que ficamos lá, vimos bastante movimentação das crianças principalmente. As fotos não foram tão simples de tirar porque como eu disse ontem, a estação continua aberta, então passa gente o tempo todo, quando chega um trem, desembarca a cambada e passam na frente das câmeras, claro. Mas conseguimos ver o que na hora percebi serem os filhos do Draco, Rony, Hermione, Gina e Harry. No caso do Draco e do Rony são bem parecidas mesmo, não dá pra falar que não são, o trabalho da produção foi bem feito. Mas até onde percebi tinham outras crianças por ali que não reconheci, vocês podem ver na foto e se reconhecerem, me falem! hehe

Também vimos a movimentação para saída dos figurantes da plataforma (conseguimos foto hoje dos “maquinistas” que falei ontem), das pessoas carregando sacolas com figurino, as gaiolas dos animais usados em cena, como ratos. Na plataforma 5 da estação (servindo de cenário para ser a plataforma 10), ficava boa parte do “behind the scene” (por trás da cena), variando de aparelhagem técnica a gaiola de coruja.

Acompanhamos também a saída dos atores principais: Emma Watson (Hermione Granger), Daniel Radcliffe (Harry Potter), Tom Felton (Draco Malfoy), Rupert Grint (Rony Weasley) e Bonnie Wright (Gina Weasley). Todos eles sem capuz e com a maquiagem envelhecedora. Emma aparentemente tinha cortado e escurecido o cabelo, mas pelo que pareceu na premiação do NMA (National Movie Awards) de hoje, depois da gravação, deve ter sido peruca ou algum tratamento diferenciado no cabelo. Ela foi a primeira a vir e fui o primeiro da muvuca a vê-la, mas bem na hora que eu estava mostrando onde ela tava para o Gabriel, ela olhou e viu a câmera na nossa mão. Ela ficou de costas num piscar de olhos e quando saiu, saiu de cabeça baixa. A única foto que conseguimos dela foi uma nesse esquema, mas dá pra ter uma ideia do cabelo dela.

Dan saiu junto com ela, mas veio correndo e quando o percebi ele já tava longe. Ele realmente parece mais velho, estranho vê-lo assim. Depois saíram as crianças que representam os filhos do elenco principal, seguidas por Tom e Rupert. Me assustei quando vi o Tom, porque ontem ele estava sem figurino e maquiagem quando o vi (sim, era ele mesmo e perdi a foto ontem). Rupert também está bem mais velho, e dos dois conseguimos algumas fotos porque estávamos preparados, o que não aconteceu quando a Bonnie saiu e passou meio que desapercebida por todo mundo. Eu a vi, mas ela tava longe e não deu tempo do Gabriel tirar a foto.

Depois disso só vi o menino-ruivo-clone-e-gêmeo do Rupert, que veio se esquivando atrás de uma mulher o tempo todo para evitar sair nas fotos.

Hoje, a polícia e a equipe da estação veio abordar a gente logo depois que os atores principais saíram para saber se tínhamos feito um vídeo ou foto, pois de acordo com alguém da produção que estava observando tínhamos filmado. Falamos que não e ele pediu para ver as fotos e confirmar. Realmente não fizemos nenhum vídeo. Até tinha pensado em fazer, mas desistimos da ideia antes e optamos pelas fotos mesmo. O funcionário da estação fez uma pressão na gente, falando que eles tinham circuito interno de câmeras e o outro cara perguntou porque estávamos tirando algumas fotos boas e com zoom. Respondemos que gostávamos da série e ele perguntou e recomendou que fosse usado somente para uso pessoal. A pressão hoje estava em cima dos vídeos, mas mesmo assim, conseguiram fazer e isso vazou, como vocês já devem ter visto.

Amanhã, em teoria, é o último dia das gravações por lá. PRETENDO dar um pulo lá e conseguir algumas outras fotos, espero que minha loucura de vida aqui colabore (e meu cansaço imenso também). Peço desculpas pela recente falta de atualização e pela demora pra postar as coisas depois que cheguei da estação, mas infelizmente tenho outras tarefas a cumprir aqui em Londres, muitas com horário, outras necessárias, além do tempo que preciso para comer (que na loucura de ontem não aconteceu). Então, só um pouquinho de paciência. Fiquem de olho nos Twitters @rafaleick e @9e3quartos que se tiver algo importante posto por lá e depois com calma, faço uma descrição mais detalhada aqui pra vocês, mesmo que demore um pouco mais, ok?

Até amanhã, se Deus quiser
;)

25 de mai de 2010 - Elenco, Locações    8 Comments

[SET-REPORT] Epílogo em Relíquias da Morte: Parte 2

Mais um dia de gravações na plataforma de King’s Cross. Hoje com muito mais segurança e organização. O ScarPotter acompanhou todos os detalhes que aconteceram na gravação, e conseguimos também algumas informações inéditas. Ao contrário do que fora divulgado inicialmente, as gravações da cena do epílogo (a última cena da parte 2) vão acontecer até quinta-feira, e não sexta, como fora dito antes. A informação veio de um membro da equipe técnica no local, com quem tive a oportunidade de conversar.

As plataformas 4 e 5 que já haviam sido utilizadas anteriormente para a gravações da série, foram novamente repaginadas com os números das plataformas substituídos pelo 9 ¾. As preparações para as gravações começam pela manhã, com a preparação técnica, os figurantes, marcação de luz e posição de câmera e tudo mais. Os atores principais só entram em cena no período da tarde.

Na hora do almoço, os extras saíram todos juntos da plataforma para almoçar num espaço com os trailers atrás da estação. Nessa saída consegui ver, mas não fotografar alguns homens vestidos com um uniforme de maquinista (no peito escrito Hogwarts Express) e os dublês de luz e câmera do Tom Felton e do intérprete de Teddy Lupin.

Os atores principais, todos já devidamente caracterizados e maquiados entraram no set em meio a um tumulto. As equipes de segurança e a polícia londrina estão em alerta máximo para prevenir qualquer tipo de contato, registro fotográfico e afins.

Antes de mais nada vi alguém muito parecido com Tom Felton entrando, mas não consegui ter certeza se era ele. Veio sem proteção nenhuma, só conversando com um membro da equipe. Se era ele, ele estava bem caracterizado e diferente, pois ninguém nem notou que ele passou. Fiquei intrigado mas não tive certeza.

As três próximas pessoas a chegar estavam encapuzadas, assim como ontem. Supus que fosse o trio, mas me enganei, pois Daniel Radcliffe (Harry Potter) veio, depois de poucos minutos, caminhando (ao contrário do que se imaginava) sem capuz, no meio de várias crianças, alguns figurantes e membros da equipe. Ele estava maquiado e boa parte das pessoas (eu inclusive) demorou pra encontrá-lo ali no meio. Talvez porque estávamos contando que ele estava entre os encapuzados.

Infelizmente todas as fotografias eram muito complicadas de tirar. Se uma máquina era levantada, em 2 segundos tinha um policial na sua frente impedindo a lente de atingir o objetivo. Um paparazzi tentou continuar tirando fotos quando Daniel passou, e a polícia foi bem incisiva e até agressiva com ele. Um outro caso, de um senhor que tentou andar pelas outras plataformas para tirar foto, foi pego e não sei que fim tomou, mas desapareceu dali. A polícia era tipo a Marca Negra hoje! =P

Depois de alguns minutos, Bonnie Wright (Ginny Weasley) veio caminhando no mesmo esquema que o Dan, mas com menos gente em volta. Pouca gente a reconheceu também.

Além dos atores, consegui ver os malões empilhados em um carrinho para bagagem, provavelmente os pertences de Tiago Sirius, Alvo Severo e Lílian Luna [como a Nicole lembrou nos comentários, a Lily não vai pra Hogwarts] que estão embarcando para Hogwarts, e também algumas paredes de tijolos falsos, que devem servir de marcação para efeitos especiais já na parede dentro da Plataforma 9 ¾. O trem parado não parecia o Expresso de Hogwarts, mas provavelmente porque estávamos vendo a parte de trás dele. A frente, característica, estava no fim da plataforma, longe dos olhos, soltando fumaça e me deixando ansioso pra ver isso na telona.

Os filhos dos casais presentes na cena também entraram no set sem qualquer tipo de proteção visual (capuz). Como eles entraram junto com outras crianças, não consegui distinguir quem era extra de quem era do elenco principal, mesmo porque as caras ainda são meio desconhecidas pra mim.

Durante o período das gravações, a entrada em King’s Cross era permitida. No entanto, constantemente eu ouvia anúncios no auto-falante dizendo que estava proibido tirar fotos e tudo o mais. Já tirei fotos lá antes, mas acredito que o anúncio era por conta das filmagens mesmo. Uma parte das plataformas, foi fechada, tornando ainda mais difícil fotografar partes das gravações, ao contrário do que aconteceu ontem (24), o que possibilitou que as fotos vazassem e o que levou o cerco a ser mais fechado hoje.

Aparentemente a cena segue muito fiel ao livro, visto que não foram notados pelos fãs presentes novos personagens, nem integrantes que não estavam originalmente na sequência. Lembrando que a Warner está com um forte esquema de segurança para que nenhuma informação vaze, ficando difícil nós conseguirmos grandes novidades sobre o filme durante este período de gravações.

(Colaboraram nesse texto: Rafael Figueiredo e Werik Gonçalves)

E no Twitter no @9e3quartos vou publicar as fotos comentadas também ;)

23 de fev de 2010 - Locações    14 Comments

A plataforma de Kings Cross St. Pancras

Quem já tá seguindo o Twitter do @9e3quartos, teve uma dica de qual seria o tema desse próximo post. E eu tô aceitando como corretas as respostas Kings Cross, St. Pancras ou Plataforma 9 3/4.

Exato! Essa semana vamos falar do local que define o nosso blog. É o portal que permite a integração do mundo trouxa com o mundo mágico.

Eu já tinha ouvido falar que os locais onde foram gravadas as cenas para os filmes não eram realmente as plataformas 9 e 10 (até porque elas ficam numa parte separada da estação principal), mas não sabia exatamente o porque até pouco tempo atrás. Em 2001, J.K. Rowling, a autora, disse em uma entrevista que a ideia era que as plataformas ficassem na estação principal, mas ela se confundiu com a estação de Euston, que fica a pouco mais de 800m de Kings Cross. Por isso, para os filmes eles gravaram entre as plataformas 4 e 5 (na estação principal de Kings Cross), mas numeradas como 9 e 10.

Placa Plataforma 9 3/4

Placa Plataforma 9 3/4

Placa Plataforma 9 3/4

Então, ja que tô por aqui, resolvi conferir de perto. Como vocês podem ver nas imagens acima, a homenagem a série foi removida por algum tempo de seu espaço “original” e agora está com acesso pela plataforma 8 da estação, tudo por conta de uma reforma que vai transformar Kings Cross numa estação ainda maior e mais moderna (ela já é uma das maiores de Londres, integrando metrô e linhas de trem nacionais e internacionais). A homenagem que eu digo, alguns fãs já devem conhecer, é uma parede de tijolos, com a placa Plataforma 9 3/4 e um carrinho “estrunchado” (digamos assim) na parede.

Plataforma 9 3/4

Plataforma 9 3/4

Além disso, já estando lá, também fui conferir as plataformas 4 e 5, onde o filme foi gravado. Infelizmente, como vocês vão notar, a plataforma está com uma área interditada como parte da reforma geral da estação. E essa área é justamente onde as cenas foram feitas. Mas muitos dos arcos ao longo da plataforma são iguais, então temos uma boa noção de como é na realidade.

Kings Cross

Kings Cross

Kings Cross

Kings Cross

Kings Cross

Kings Cross

Pra quem não lembra exatamente, busquei na galeria do Scar Potter uma cena de Câmara Secreta gravada lá.

E nessa reforma, eles unirão (mais do que já é unida) a estação de Kings Cross à estação St. Pancras, que recebe trens internacionais, como o da Eurostar, que liga Londres a Paris e Bruxelas (e que usarei nesse próximo mês, eba!).

St. Pancras

A St. Pancras também apareceu em Câmara Secreta, na cena onde Harry Potter e Rony Weasley dão partida em sua jornada no carro voador do Sr. Weasley… lembram?

Espero que estejam curtindo o blog e espero realmente ter mais tempo para me dedicar ainda mais a esse canal de grande sacada do Scar Potter.

Te encontro no trem das 11h.

;)

3 de fev de 2010 - Inspirações    9 Comments

Oxford e suas influências

Olá, pessoas! Cá estou eu de volta.

Peço desculpas pela demora para atualizar. A intenção é atualizar uma vez por semana, mas vida de estudante em Londres não é fácil e essa semana surgiram alguns trabalhos extras, então, lá vamos nós continuar na conquista do “pound nosso de cada dia”!

E hoje vou compensar um pouco esse atraso com uma viagem que saiu de Londres passando rapidamente pelo interior da Inglaterra. No final de novembro do ano passado, fiz esse passeio de um dia, que iria me levar para conhecer o Castelo de Windsor (que é maravilhoso), Stonehenge (que é menor do que eu imaginava) e último destino, antes de voltar para Londres é o mais importante para os seguidores potterianos: Oxford.

Mas antes de chegar a Oxford, no caminho tivemos alguns insights sobre a série, vamos a eles.

Saindo do Castelo de Windsor, a caminho do Stonehenge, passamos por uma floresta que ainda é parte da propriedade da Rainha. É, digamos, o jardim da Rainha. E lá, o guia disse que foram filmadas cenas pra alguns filmes da série Harry Potter.

Pra quem se lembra, eram cenas da Floresta Proibida, com o Salgueiro Lutador (Whomping Willow). Vocês podem conferir ele comentando sobre isso no vídeo abaixo. Ele também comentou algo sobre cenas com aranhas, então tudo isso possivelmente foi usado no segundo filme, e talvez no primeiro também.

Como vocês certamente perceberam no vídeo acima, estava chovendo nesse dia, coisa que já parece corriqueira aqui, certo? E a caminho de Oxford continuamos pegando chuva. Descendo na cidade não foi diferente! Teríamos um tour guiado, a pé pela cidade, e tivemos. Guarda-chuvas a postos e vamos caminhando… Como o tempo era relativamente curto e estávamos em baixo de chuva, vimos pouca coisa da cidade. Na verdade só passamos pela Oxford University, uma das mais famosas universidades do mundo e que teve como alunos J.R.R. Tolkien (Senhor dos Anéis), C.S. Lewis (As Crônicas de Nárnia) e Bill Clinton, por exemplo. Pelas referências, vocês já podem sentir a magia entrando na história, certo? Certo!

Na verdade, Oxford University é só o título que o complexo de prédios recebe. São 26 prédios, que servem a faculdades diferentes, focadas em cada área, além das áreas comuns, como a igreja. A estrutura de todos os prédios é a mesma, mesmo sendo de épocas e tamanhos diferentes, ou seja, a disposição das coisas em cada andar é idêntica em todos eles. Se quiserem saber mais sobre a Universidade, a Wikipedia dá um help!

A arquitetura dos prédios inspirou o pessoal da Warner Bros. que desenhou o castelo de Hogwarts para os filmes do Harry Potter. Vendo as fotos (e se você viu algum dos filmes, principalmente os dois primeiros), talvez perceba algumas dessas inspirações, como essa torre saindo da estrutura principal do prédio.

Ou esse teto que inspirou os corredores que podemos ver frequentemente em “Câmara Secreta”.

Ou nessa visão mais ampla da foto que tirei do Gabriel Saraiva, temos o teto da foto anterior e as pequenas torres no topo do prédio, assim como aquelas que o Scar Potter mostrou das construções d’O Mundo Mágico de Harry Potter, em Orlando, né?

O guia disse que nesse pátio foram gravadas algumas cenas para “Relíquias da Morte”. Não tenho como ter certeza disso, mas ele até que parecia bem informado sobre o assunto, então vamos acreditar. Em todo caso, já tenho foto lá pra mostrar pros meus herdeiros!

Mas antes de se pensar em qualquer filme, um pedaço da Oxford University inspirou outra coisa ainda mais importante pros fãs da série.

Pois é, uma marca no chão de um dos prédios inspirou a autora J.K. Rowling a marcar seu famoso personagem com uma cicatriz em forma de raio.

Reconhecem?

E eu dei uma de fã mesmo e tirei foto com o raiozinho.

É isso, galera. Espero voltar com novidades em breve! Não esqueçam de seguir no Twitter @9e3quartos também pra acompanhar as atualizações e interatividade do Plataforma 9 3/4, ok?

22 de jan de 2010 - Locações    18 Comments

A pedidos, Millenium Bridge

Olá pessoal, tô aqui de volta!

Tinha pensado em até outras coisas pra colocar aqui, mas a pedidos do Luis Felipe, primeiro “comentarista” do primeiro post, hoje falo sobre a Millenium Bridge, ou Ponte do Milênio, mais conhecida hoje – pra quem ainda não se situou – como “a ponte que foi destruída no último Harry Potter”. Lembrou?

No meio de outubro do ano passado fui conhecer pessoalmente a tal ponte, olhando toda hora para os lados, caso eu visse alguma fumacinha preta passeando pelos céus da cidade (fato que essa fumacinha voadora é uma das coisas adaptadas que menos gostei na série filmada, mas…).

A cena da foto acima já é conhecida pra quem assistiu Enigma do Príncipe, é a vista da St. Paul’s Cathedral – que vou comentar em uma outra oportunidade – a partir da Millenium Bridge.

Na hora que cheguei na ponte, o tempo não era muito animador, como é de costume aqui em Londres. Estava chovendo e eu estava usando um guarda-chuva com um formato até então novo pra mim: cogumelo. Como aqui a chuva sempre vem acompanhada de muito vento, uma forma bacana de se proteger é se enfiar dentro desse guarda-chuva cogumelo e salvar seu rosto (e óculos) de se molhar, mas isso ainda não impede que o resto de você fique molhado!

Essa é a vista da Tower Bridge (tá vendo lá no fundo?) a partir da nossa ponte destruída no tempo péssimo ótimo e animador de Londres.

Depois o tempo melhorou e mais gente invadiu a ponte, que é um dos pontos turísticos da cidade e foi feita para suportar até 5.000 pessoas de uma só vez. Dá uma olhadinha no galerê!

E nessa do tempo melhorar e a multidão estar por perto, os artistas de rua entram em ação e aqui é mais comum do que no Brasil. E eu vi essas duas garotas estilosas fazendo uma perfomance interessante: marionetes fazendo uma “sonzeira animal”.

Esse tipo de coisa é legal em Londres. Perto do Natal vi em Waterloo Station uma orquestra tocando no meio da estação pra arrecadar dinheiro para caridade. Show! Mas voltando ao tema do post, eu não disse que o tempo melhorou depois? Agora conseguimos até decifrar melhor a Tower Bridge lá no fundo, ó!

E eu, claro, aproveitei pra fazer pose em mais um ponto turístico.

A ponte começou a ser construída efetivamente em 1999 (os primeiros trabalhos se iniciaram em 98) para comemorar a virada do milênio e foi inaugurada em 2000 por Sua Majestade, a Rainha. Mas teve que ser interditada dois dias depois por instabilidades e vibrações, ganhando o apelido de Wobbly Bridge (ponte trêmula) dos londrinos, que já não estavam tão satisfeitos com a construção de uma nova ponte que não acrescentava tanto benefício assim para a cidade. Afinal outro projeto “do milênio” de Londres já tinha sofrido um contratempo, o Millenium Dome, que hoje é mais conhecido por The O2 Arena. Por conta desse mico imprevisto, ela só foi reaberta dois anos depois, em 22 de fevereiro de 2002 (exatos 8 anos atrás).

A ponte, que é suspensa, foi fabricada em aço, tem estrutura aparente e um design arrojado e moderno (e que, confessemos, não deixa de ser um pouco estranho). Tendo sido construída para ser um ponto turístico, é meio difícil achar um ponto legal pra conseguir tirar uma foto legal nela. Mas estando nela, é interessante de ver os cabos que seguram essa estrutura de aço e o chão que se você chegar perto, vê o rio abaixo de você. Meio que mistura sensações.

A parte “andável” tem 4 metros de largura. A ponte fica entre as pontes de Southwark e Blackfriars e conecta a City de Londres com a zona de Bankside, ou falando em termos turísticos, liga a St. Paul’s Cathedral ao Tate Moden Museum, que vemos melhor na foto abaixo.

Ela foi a primeira ponte construída em Londres depois da Tower Bridge, inaugurada em 1894.

A história de Enigma do Príncipe se passa em 1996, ano em que no mundo trouxa o Southwark Council organizava um concurso para definir o design da ponte. A proposta vencedora dizia que a ponte seria uma “lâmina de luz” e que seria suspensa para melhorar sua visualização. Deu certo, né?

Depois de toda essa informação histórica e sobre a construção, o que queremos mesmo é ver ela sendo destruída, né? Afinal é esse momento que a conecta com nossa história preferida! Vamos a ele então.

Bom galera, espero que estejam curtindo o blog. Continuem comentando sempre.
Não prometo atualizações diárias porque a rotina de estudante em Londres é de um primeiro-anista em Hogwarts, mas prometo meu esforço em atualizar o máximo possível.

22 de jan de 2010 - Elenco    26 Comments

Estreia com o elenco de Harry Potter

Olá pessoal!

Meu nome é Rafael Leick, tenho 24 anos e estou morando em Londres, Inglaterra, fazendo intercâmbio pra melhorar meu inglês. E por conta de uma das experiências que tive aqui relacionada à série Harry Potter que relatei no meu blog da viagem, eu e o Scar Potter iniciamos uma parceria que culminou na minha participação aqui nesse novo blog, que tem a intenção de mostrar os pontos destaques de Londres que tem alguma conexão com a história e, claro, de dividir toda essa minha experiência com vocês.

E é justamente essa primeira experiência que abre nosso blog. E tenho certeza que vocês, seguidores fieis do Scar, já devem ter lido a matéria publicada no site há cerca de um mês. Nessa ocasião fui até uma loja de CDs, DVDs e afins em Oxford Street (uma das mais conhecidas da cidade) chamada HVM para conferir a sessão de autógrafos que promovia o lançamento do Blu-Ray de Enigma do Príncipe e contava com a participação de 4 atores dos filmes.

Blu-Ray Enigma do Príncipe autografado

Cheguei lá faltando uns 20 minutos pra acabar e vi que o movimento tava calmo demais pra ter atores ali (os britânicos acho que são mais malucos por celebridades que os brasileiros, por incrível que pareça). Mas vi no fundo da loja o evento rolando e realmente estava calmo. Tinha um palquinho com uma mesa e os 4 atores sentados: Tom Felton (Draco Malfoy), Matthew Lewis (Neville Longbottom), Jessie Cave (Lilá Brown) e Evanna Lynch (Luna Lovegood).

O pacote que estavam vendendo era somente um que vem com DVD e Blu-Ray juntos, porque só DVD seria lançado  no dia seguinte. O evento com certeza foi pra alavancar as vendas do Blu-Ray, afinal só chegaria perto dos atores quem comprasse, pra que eles pudessem assinar. Eu não tenho leitor de Blu-Ray, mas comprei mesmo assim, essas oportunidades não aparecem duas vezes, né? Essa é a vantagem de estar em Londres.

Infelizmente a bateria da máquina tava acabando, senão teria tirado muito mais fotos, mas OK. Passei pelos seguranças (em fila), subi no palquinho (ainda em fila) e finalmente vi o elenco de pertinho. Coisa de fã, mas “mó emoção”!

A primeira foi a Evanna Lynch, que interpreta a Luna Lovegood. Fiquei contente de ela ser a primeira, porque se a bateria não aguentasse eu tiraria foto pelo menos com ela. Ela me encantou desde o primeiro momento nos filmes e a Luna é a minha personagem favorita. Ela perguntou meu nome e de onde eu era, eu disse que era do Brasil e ela disse (rindo) que hoje tinha gente do mundo inteiro, menos da Inglaterra. Mega simpática e linda, ela é uma fofa!

Evanna Lynch

Depois vinha o Tom Felton, que dá vida a Draco Malfoy. Ele era o que parecia estar se divertindo menos com aquilo tudo. Perguntou meu nome, tentou assinar e como a caneta começou a falhar ele bateu na mesa, voou tinta pra todo lado (manchou um pedaço da capa do meu Blu-Ray), mas não foi mal-educado nem nada, mas na foto vê-se que ele não estava muito interessado na coisa, olhava no relógio de vez em quando…

Tom Felton

Aí me surpreendi. Jessie Cave, que estreou em Enigma do Príncipe como Lilá Brown, a namorada eufórica de Rony é um show de sorriso e simpatia. Assinou a capa e tirou foto.

Jessie Cave

Matthew Lewis, que aparece como Neville Longbottom desde o primeiro filme, sempre perdendo o sapo Trevo, era o último da mesa. Extremamente simpático também. Reparei que ele tem uma tatuagem no braço direito que eu nunca tinha visto. Se não me engano é um “XI”, mas vi de relance, não tenho certeza.

Matthew Lewis

Seguem algumas das fotos que tiramos no local.

Evanna autografando

Jessie bebendo água

Tom concentrado

Jessie rindo

Tom autografando

Depois que todo mundo passou pela mesa, os 4 se juntaram para uma foto única a pedido de um fotógrafo que estava no local e foram embora.

Elenco reunido

Confira essas e outras fotos do evento na galeria do Scar.

Bom, essa notícia não é nova, mas ajuda a estreiar em grande estilo, relembrar quem já leu, mostrar pra quem ainda não viu… E as próximas notícias devem ser mais frescas e espero que vocês curtam.

Sou um dos funcionários dessa Plataforma, que vai te apresentar um pouco desse mix de mundo trouxa e bruxo.
Te vejo na Plataforma 9 3/4 com mais notícias em breve.
Até!